Cenas do Cotidinao


 Olá caro amigo (a), leitor (a), tricoteiro (a)... é tanta gente que passou e passa por aqui diariamente que eu me sinto sempre inspirada a dar sempre meu melhor em casa nova versão do blog. Aqui vai a explicação das fotos no topo do blog, visto que muita gente pode não saber, mas eu amo fotografia. Natureza, pessoas, e novelos, são com certeza meus temas preferidos.


E eu também amo desenhar e pintar. Esta tela é um quadro feito com desenhos feitos à mão livre, depois coloridos com tinta para tecido com muita água (porque aqui na minha cidade não vende aquarela, e quando vende, é muito caro). Como diz minha mãe, quem não tem cão, caça com gato não é verdade? Meus quadros, ilustrações, e etc... eu presenteio amigos, transformo em quadros, ou desenho em locais públicos (como paredes e murais na universidade).


Eu sou paraense... e meu amigo, não há lugar mais lindo que as ilhas que estão em torno da minha cidade, Belém. Chuva, cultura, culinária, musica, natureza, família, história, índios, artesanato... de verdade, ser paraense é um privilégio pois meu Estado tem belezas que até eu, uma fotografa amadora consigo registrar e depois passar horas apaixonada. Aqui uma casa num lote repleto de água, na ilha de Mosqueiro. Passo as férias lá quando posso.


E você conhece um fruto chamado Pupunha? Essa foto eu fiz em 2015 no Mercado do Ver-O-Peso. Um ponto turístico da minha linda cidade de Belém. Não há filtro algum na foto, as cores realmente saltam aos olhos. Tem tanta comida diferente nesse local que eu poderia passar horas escrevendo sobre tudo disponível ali, mas o título de Capital Gastronômica do Brasil não foi dado à Belém em vão!


Eu não tenho filhos e ainda assim é um dos maiores prazeres que tenho poder tecer casaquinhos, sapatinhos, e peças bem pequenas para bebês que em grande maioria nunca posso conviver por mais que algumas horas ou dias. Se você também gosta de tecer peças assim, peço à você que conheça nossa Campanha de Doação de Peças de Tricô para Bebê. 


Um dos milhares de desenhos que faço em folhas de xerox da faculdade. Sobrou papel eu estou desenhando, e cada um diz se gosta ou não. Aqui um desenho que fiz e antes de jogar fora decidi enquadrar. Os quadros eu compro nas lojas de um real, pinto à mão, e pronto. As paredes já ganham vida nova.


Pimentas, temperos, gente, eu não me canso de visitar o Ver-O-Peso. Eu não sei vocês, mas as cores da vida me encantam.


Essa foto eu tirei do alto do Forte do Castelo. De lá é possível ver as milhares de ilhas que circulam Belém, bem como o rio. Barcos, o Mercadão de Ferro com séculos de existência. Vocês conseguem ver a bandeira do Pará no topo do barco?


Para mim, a cultura das tribos que ainda resistem ao norte do país são a expressão máxima da nossa beleza nacional. A cerâmica seja ela tapajônica ou marajoara, são peças que eu tenho em casa, e sempre que posso divulgo à amigos e alunos. Esta foto foi feita no Museu da Ilha do Marajó.


E se um dia você se perder na Ilha do Marajó, dê um pulo em Joanes, onde meus acendentes permanecem até hoje na Vila Gomes. Fica a alguns passos das ruínas de uma antiga igreja jesuíta da época das missões que buscavam catequizar os índios locais (famosos por serem canibais, e devorar os primeiros monges que tentaram se aproximar).


Um banho de mar é bom. Mas e um banho de rio? Aquela água gelada, doce, com cores verdes e marrons. Igarapés, rios, sejam eles pequenos, ou de perder a vista... a gente sai do nosso local, mas a nossa alma permanece neles sempre. Essa é uma foto do Beto.


E mais uma foto do Beto. Aqui em um passeio que eu amo (visitar museus)... este chama-se Museu Histórico do Estado do Pará. Exposições de arte contemporânea, e já foi sede do Governo da Província, quando Belém era cotada para ser capital do Brasil, nos belos e ricos anos da Belle Époque. A gente se sente voltando no tempo em casa uma das salas.

Se você também é paraense, meu mais lindo abraço para você irmão. Se não é, eu espero muito poder conhecer seu Estado, talvez esse seja o aspecto que mais aprecio em meu blog. Ele é um ponto de encontro (ou passagem) de pessoas do mundo todo, e eu finalizo pedindo à nosso bom Deus que cuide e proteja cada um de vocês! Obrigada pela visita, um abraço!

Um comentário

  1. Vim dar uma olhadinha no blog para ver as novidades e me surpreendi com o novo layout..AMEI!! Eu também amo desenhar, fotografar e claro, tricotar, rs... já fiz dois casaquinhos de bebê com receita daqui e ficou uma graça! Dá vontade de fazer mais um e mais um...rs
    Beijos e amei as fotos! Espero um dia conhecer o Pará ^^

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Ele será liberado em breve, enquanto isso, continue lendo e comentando os outros posts.